Show teste na Espanha possui “nenhum sinal de infecção”

Após experimento realizado em um show teste na Espanha, com 5.000 espectadores que participaram do experimento após testarem negativo para Covid-19, pesquisadores não encontraram “nenhum sinal” de níveis mais altos de infecção entre as pessoas que participaram da análise que foi feita no mês de março.

O público do show convidado pela pesquisa usava máscara, mas não precisavam se distanciar socialmente. Seis pessoas testaram positivo em 14 dias após comparecer ao show em Barcelona, ​​mas a incidência foi menor do que a observada na população em geral. De acordo com a BBC, das seis pessoas com teste positivo, os pesquisadores concluíram que quatro delas foram infectadas em outro lugar, não no próprio evento.

Autoridades espanholas permitiram que o show, com a banda Love of Lesbian, fosse levado adiante como parte de um projeto de pesquisa. A taxa de infecção entre os participantes foi a metade da taxa de pessoas da mesma idade em Barcelona, ​​descobriram os pesquisadores.

“Não há sinal que sugira que a transmissão tenha acontecido durante o evento”, disse o especialista em doenças infecciosas Josep Maria Llibre em entrevista coletiva na terça-feira (27).

A banda envolvida no experimento, Love of Lesbian, agradeceu aos organizadores e assessores científicos do evento. “Esperamos que a partir de agora, após estes excelentes resultados, o mundo da cultura seja ouvido como merece”, disse a banda que já anunciou shows que serão realizados no mês de junho em Madri.

O experimento foi um dos maiores shows na Europa desde o início da pandemia e ocorre à medida que países em todo o mundo buscam novas maneiras de realizar eventos públicos com segurança. Um experimento semelhante de dois dias ocorreu na Holanda em março com cerca de 1.500 pessoas.

Show para 50 mil pessoas na Nova Zelândia

Em tempo, a Nova Zelândia realizou neste sábado (24) um show para mais de 50 mil pessoas – foi o primeiro evento deste porte realizado no país desde o início da pandemia do novo coronavírus. O show aconteceu em Auckland, a maior cidade do país.

Imagens das redes sociais mostram milhares de pessoas reunidas no estádio Eden Park, sem máscaras ou necessidade de distanciamento social. A banda Six60 comandou o show, que marcou um novo passo rumo à normalidade no país.

A Nova Zelândia adotou medidas como: lockdown, fechamento de fronteiras e outras restrições em suas principais regiões – a estratégia fez com que o país tivesse pouco mais de 2.613 mil casos de Covid-19 e 26 mortes até esta quarta-feira (26), segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

 

Comentários