Rock in Rio terá segurança reforçada por 24h e a atuação de mais de mil policiais

A Polícia Militar anunciou nesta segunda-feira (29) durante uma coletiva de imprensa o esquema de segurança para os sete dias de evento do Rock in Rio, na Barra, Zona Oeste, que inicia nesta sexta-feira (2). O policiamento ocorrerá por 24 horas e o efetivo de agentes será de 1620, por dia, sendo 570 apenas na cidade do Rock e 55 viaturas. Além disso, a Polícia Civil informou que monitora quadrilhas especializadas em furtos e implantará uma delegacia dentro do evento para realização de pequenos registros.

Dentre as novidades estão sete torres de obervação instaladas ao entorno da Avenida Embaixador Abelardo Bueno, uma das vias de principais acessos ao evento. A PM informou ainda que os agentes ainda atuarão com 36 pontos de baseamento nas vias de acesso.

Além da utilização de carro comando, onde imagens de câmeras de segurança serão monitoradas, com policiais bilíngues do  Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur), do Grupamento aeromóvel (GAM) com monitoramento aéreo e da Patrulha Maria da Penha Itinerante. O festival acontece nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022.

O coronel Luiz Henrique Pires, secretário da Polícia Militar, relatou grande mobilização de efetivo em prol de manter a segurança da população. "Nosso trabalho vai ocorrer 24 horas. Além do reforço em vários pontos da cidade, também temos a operação Verão, que ocorre na região litorânea, devido ao alto número de turistas", disse.

A PM destacou também  que dentre os locais de policiamento estão áreas externas , vias de acesso da Barra e Recreio, pontos de bloqueio, rodovias estaduais, vias expressas, aeroportos e a rede hoteleira. Já o delegado Ronaldo de Oliveira, subsecretário operacional, relatou que o serviço de inteligência vem monitorando as quadrilhas especializadas em furtos de outros estados.

"Monitoramos quadrilhas que são focadas nesse tipo de crime, vai ter ação de polícia judiciária de investigação para tentar prender esses marginais que tentarem fazer esse tipo de ação. Além disso, monitoramos esses grupos também através das redes sociais", relatou.

Ainda segundo a Civil, a 42ª DP (Recreio) receberá exclusivamente casos ligados ao Rock in Rio durante os dias de evento. Além disso, a 16ª DP (Barra da Tijuca), 32ª DP (Taquara) e Delegacia de Atendimento ao Turista, no Leblon, na Zona Sul, receberão reforços.

O vice-presidente de operações do Rock in Rio, Ricardo Acto, lembrou que o público deve priorizar o transporte público para ir até o festival e pediu para que sejam evitados mochilas e objetos pontiagudos.

Participaram da coletiva o Coronel Luiz Henrique Pires, Secretário de Polícia Militar; Coronel Rogério Quemento Lobasso, subsecretário de Polícia Militar; Ronaldo Oliveira, coordenador-geral do Rock in Rio; Márcio Franco, delegado da Delegacia de Policiamento de área; e Ricardo Acto, vice-presidente de operações do Rock in Rio.

Comentários