Campos inova e passa a oferecer tratamento com laser em pacientes com feridas

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), está implantando o serviço de laser de baixa intensidade como uma terapia no tratamento de pacientes com feridas. O equipamento, que é portátil, foi a mais nova aquisição do programa, segundo a enfermeira do SAD, Josiléia Miranda, especialista em curativos. Seu objetivo é o de acelerar o processo de cicatrização.

Josélia tem ido à casa dos pacientes assistidos pelo programa para identificar a real necessidade de cada um e, após essa triagem, iniciar o tratamento. A enfermeira explicou que a terapia com laser é contraindicada para pacientes em tratamento oncológico e crianças menores de 6 anos de idade.

A diretora do SAD, médica oftalmologista Helen Espírito Santo, disse que o foco do SAD é o de prestar uma assistência humanizada, garantindo a continuidade dos cuidados à saúde, após o paciente passar um período internado e receber alta hospitalar orientada. Ela ressaltou que o perfil do serviço não é o de cuidador, mas sim promover a desospitalização e readaptação domiciliar de pacientes que necessitam dos cuidados de enfermagem.

A terapia com laser, de acordo com a diretora do SAD, é um grande passo de humanização, além de um avanço para o programa, que conta com uma equipe multidisciplinar, formada por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, psicólogos e nutricionistas.

A médica explicou ainda que, quando o paciente está com alta hospitalar programada, ele deve procurar o serviço social da unidade para que sejam tomadas providências na avaliação da assistência. O SAD assiste atualmente 380 pacientes. O programa funciona na secretaria de Saúde, das 8h às 17h.

Comentários