Saúde abre nesta quinta consulta pública para vacinação de crianças

A partir desta quinta-feira (23), a sociedade civil poderá se manifestar sobre a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos contra a Covid-19 por meio de uma consulta pública promovida pelo Ministério da Saúde. O ato, que fixa o prazo para registro das contribuições até 2 de janeiro, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta (22) e é assinado pela secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite.

No sábado (18), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, já havia informado que a pasta promoveria a consulta antes de decidir sobre a imunização de crianças dessa faixa etária. Por ora, a vacinação alcança adolescentes a partir de 12 anos.

Dois dias antes, na quinta-feira (16), a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) aprovou a administração das doses do imunizante da Pfizer/BioNTech em crianças. Queiroga disse que ia estudar a decisão da Anvisa depois de ouvir as contribuições da sociedade. O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, criticou a imunização das crianças.

Na sexta (17), logo após a autorização da agência, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski determinou que o Ministério da Saúde apresentasse um plano de vacinação para esse público em até 48 horas, prazo que terminaria no domingo (19). O objetivo da decisão era que as crianças fossem vacinadas antes do início do ano letivo em 2022.

No entanto, na segunda-feira (20), Lewandowski aceitou pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) e flexibilizou o prazo para definição do cronograma de vacinação pelo governo federal até 5 de janeiro. Desde o anúncio da autorização, servidores da Anvisa passaram a ser alvo de ameaças de morte, que agora são investigadas pela Polícia Federal.

Comentários