Novembro Azul: câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens

câncer de próstata é o tipo de câncer mais comum em homens, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), com 21,25% das novas incidências. Nesta segunda-feira, dia 1º, inicia-se o Novembro Azul, mês de prevenção e conscientização sobre o câncer de próstata.

Entre homens e mulheres, o primeiro é o câncer de pele não melanoma, que incide em ambos.

Quando o tumor de pele é excluído, o percentual da incidência do tumor de próstata chega a 29,2% entre os homens, com 65,8 mil casos novos. A última atualização da página do Inca é de junho de 2021.

A estimativa do instituto para cada ano do triênio 2020-2022 é de que serão diagnosticados 66 mil novos casos de câncer de próstata no país.

Novembro Azul

E o movimento Novembro Azul vem para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, tipo que atinge 1 a cada 8 homens no país, e é a segunda principal causa de morte da população masculina, atrás apenas do câncer de pulmão, o que mais mata no mundo.

A maioria só vai ao médico quando já está doente. "Enquanto as mulheres são encorajadas culturalmente a visitar um ginecologista anualmente, o mesmo não acontece com os homens. Devemos usar o mês de novembro como uma ferramenta para incentivar essa quebra de tabu, para que homens visitem médicos regularmente, não só quando uma doença aparece", diz Nilo Jorge Leão, coordenador do Instituto Baiano de Cirurgia Robótica (IBCR), atuante em Salvador e São Paulo.

A demora de diagnóstico pode trazer diversos riscos e atrasar o tratamento, diminuindo as chances de cura. O maior temor é o exame de toque retal, que levanta questões acerca da sexualidade masculina, mas o exame é indolor e dura menos de 10 segundos. 

Para o oncologista Raphael Brandão, chefe da área de oncologia da Clínica JB Oncologia "o exame de toque e PSA, aumenta a chance do diagnóstico precoce e tem mais de 90% de chances de cura se o tumor for localizado".

"Além disso, é preciso dar atenção à saúde preventiva, pois a maioria dos cânceres, incluindo o de próstata, é assintomático em estágio inicial, quando os sinais aparecem a doença já se encontra em situação mais avançada. E apesar de ser considerado um câncer da terceira idade, pode se desenvolver em qualquer faixa etária. Homens de todas as idades devem ficar atentos aos fatores de risco e conversar com seus médico para a realização de exames que permitam a detecção precoce da doença", explica o médico. 

Em 95% dos casos, eles aparecem em estágio avançado, por isso a importância do diagnóstico precoce. Os sintomas quando se apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata, também chamado de HPB e o paciente pode ter dificuldade de urinar, dor na pélvis, problemas em manter a ereção, ter sangue na urina ou no esperma.

Homens com mais de 50 anos ou acima de 45 anos que tenham histórico de câncer na família e sejam negros, devem realizar o exame de ratreio anualmente e manter atenção aos sintomas.

 

Comentários